Notícias

Europa. Aprovado relatório sobre combate ao cancro

A Comissão Especial de Combate ao Cancro (BECA) do Parlamento Europeu concluiu os trabalhos - que tiveram a duração de aproximadamente 15 meses - com a aprovação do relatório que define as prioridades políticas europeias para esta área

Foi aprovado, ontem, "o relatório que verte a posição do Parlamento Europeu sobre o Plano Europeu de Combate ao Cancro", escreveu no seu instagram Sara Cerdas, eurodeputada portuguesa e vice-presidente da Comissão Especial de Combate ao Cancro (BECA) do Parlamento Europeu.

A comissão garante que o Plano está baseado na melhor evidência científica possível; representa um incentivo à investigação, sobretudo a que está em torno dos 50% de fatores de risco conhecidos (álcool, tabaco, produtos químicos, poluição, entre outros) ; está focado na prevenção, através de legislação direcionada aos fatores de risco e, por último, contempla os direitos dos doentes - como, por exemplo, o direito ao esquecimento, aprovado em Portugal, em outubro.

De recordar que os quatro pilares do Plano Europeu de Combate ao Cancro são a prevenção, o diagnóstico precoce, o tratamento adequado e qualidade de vida para doentes, sobreviventes, cuidadores e família. O Plano terá um financiamento de 4 mil milhões de euros e será um contributo fulcral para mitigar a doença que atinge 20 milhões de pessoas, por ano, em todo o mundo (só na Europa, no último ano, foram diagnosticados 2,7 milhões de cancros).

O documento irá a plenário já em janeiro de 2022, altura em que será submetido a votos por todos os eurodeputados.

Notícias

Mais